URBANISMO

PORTO ALEGRE ESPERA POR REFORMAS URBANÍSTICAS HÁ DÉCADAS. ÁREAS COMO O A DO CAIS MAUÁ ESTÃO ABANDONADAS, PARQUES COMO A REDENÇÃO ESTÃO EM MAU ESTADO DE PRESERVAÇÃO E À MERCÊ DA INSEGURANÇA. PODEMOS E DEVEMOS NOS ESPELHAR EM PROJETOS DE OUTRAS CIDADES PARA TRAZER OPÇÕES DE LAZER E BEM-ESTAR PARA A POPULAÇÃO E OS TURISTAS.

COMO MUDAR?

  • REVITALIZAÇÃO DO CAIS MAUÁ

  • URBANISMO ALIADO A GESTÃO

O PROJETO DE REVITALIÇÃO DO CAIS MAUÁ ESTÁ SENDO BARRADO INÚMERAS VEZES POR GRUPOS IDEOLÓGICOS DE ESQUERDA - A VANGUARDA DO ATRASO. ISSO FAZ COM QUE O CAIS MANTENHA-SE ABANDONADO E EM DECADÊNCIA. O PROJETO DE REVITALIZAÇÃO, ALÉM DE GERAR DE 27 MIL EMPREGOS, DIRETOS E INDIRETOS, ENVOLVE R$ 500 MILHÕES DE INVESTIMENTOS PRIVADOS E ZERO GASTO PÚBLICO. INSPIRADO EM CIDADES COMO BALTIMORE (EUA) E BARCELONA (ESPANHA), PODE REVERTER R$ 216 MILHÕES EM IMPOSTOS QUE PODEM SER INVESTIDOS EM ÁREAS PRIORITÁRIAS. 

PORTO ALEGRE ESTÁ PRESA EM UM EMARANHADO REGULATÓRIO QUE PREJUDICA O DESENVOLVIMENTO DA CIDADE. ALÉM DO PLANO DIRETOR DA CIDADE, OUTRAS NORMAS SE DIVIDEM PRINCIPALMENTE ENTRE A SECRETARIA MUNICIPAL DO MEIO AMBIENTE (SMAM), SECRETARIA MUNICIPAL DE URBANISMO (SMURB) E SECRETARIA DE LICENCIAMENTO E REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA (EDIFICAPOA). SÃO TANTAS LEIS QUE, NO FINAL, EM MUITOS CASOS, NENHUMA DELAS É PLENAMENTE CUMPRIDA. A FALTA DE REGRAS CLARAS E SIMPLES ENCARECE E DESESTIMULA EMPREENDIMENTOS NA CIDADE. UM PLANEJAMENTO URBANO EFICIENTE COMEÇA POR UMA GESTÃO QUE PREZE PELA EFICIÊNCIA, E NÃO PELO NÚMERO DE SECRETARIAS.

  • Facebook - White Circle
  • Instagram - White Circle
  • Twitter - White Circle